Petí: uma gema de restaurante

petí 5

Você chega e, desavisado, dá de cara com uma loja de insumos artísticos. Confere o endereço, e certifica-se de que está no lugar certo. Mas… Onde está o restaurante? O site indica: dentro da Pintar Materiais Artísticos. Inusitado! Minha primeira vez no Petí não foi assim, mas a da minha amiga, que me acompanharia no almoço, foi! Ele já estava na minha lista fazia muito tempo, e achei que serviria como uma luva para o encontro. Tenho amigos que moram lá perto e sempre elogiam a comida e, principalmente, o quanto ela custa. O fato de ficar praticamente no quintal da casa deles, ajuda na alta frequência. Também já havia ouvido profusão de elogios de uma amiga que conhece o chef intimamente: ela é tia e madrinha dele. Além disso, sabia que o Petí tinha recebido o selo Bib Gourmand do Guia Michelin, categoria que indica os melhores restaurantes a preços acessíveis. Mas, o fato de ele só abrir para o almoço e não estender seus horários aos sábados, me fazia adiar a visita sempre.  Continuar lendo

Bar da Dona Onça: comida de boteco artesanal e primorosa

IMG_1855-4

Fazia tempo que eu devia uma visita ao Bar da Dona Onça. As filas homéricas aos fins de semana me repeliam, mas eis que, num sábado agradável, de tempo ameno, vimo-nos, eu e o Marcelo, no centro da cidade, início de tarde, cheios de fome e decididos a enfrentar a espera do concorrido bar do Edifício Copan, um dos cartões postais da cidade. O dia já tinha rendido visita à boa exposição de Kandinsky no CCBB e passeio pela Galeria do Rock, que não visitávamos havia mais de dez anos. A caminhada até o Copan só fez a fome aumentar, e quando nos deparamos com a espera de quarenta minutos decidimos que era o tempo ideal para degustar uma capirinha enquanto relaxávamos naquele pedaço da cidade do qual gostamos tanto e por onde pouco passamos. Continuar lendo

Meu fim de semana #9: Mercadão, Z Deli, Boardgames e Parque da Independência

Depois de um tempão, os vlogs voltaram! Nesse fim de semana prolongado, a gente aproveitou o tempo para os afazeres domésticos, mas conseguimos aproveitar bem a cidade, com direito a passeio pelo Mercado Municipal, cinema dentro e fora de casa, muitos board games, hambúrguer no Z Deli e otras cositas que você pode assistir agora no YouTube! É só clicar aí embaixo! 😉

Em busca do hambúrguer perfeito #5: bar.

bar 5

Um bar na Joaquim Antunes não é o tipo de lugar que costuma me atrair. Não sou público cativo e tendo a achar que quando não é para mim, eu também não sou para eles. Mas eis que o bar. (assim, com B minúsculo e ponto final) foi eleito o melhor hambúrguer por um site especializado no ano passado, desbancando queridinhos da galera. Eu achava bem estranho que esse site fosse o único a ter o tal hambúrguer não só nas primeiras posições, mas na primeira. E, apesar do ponteiro do meu desconfiômetro me dizer que o tal site teria algum interesse para falar tão bem de algo longe de ser unanimidade, decidi ver com os próprios olhos e comer com a própria boca. Continuar lendo

Attimo pós Jefferson Rueda

Attimo 4

Lá pelos idos de agosto, fui conhecer o Attimo. Atrasada. A casa pertencia, até pouco antes disso, ao restauranteur Marcelo Fernandes (Clos, Kinoshita e Mercearia do Francês) e ao chef Jefferson Rueda. Jeffim, como é chamado por aí, deixou a cozinha ítalo-caipira do Attimo, que o fez conhecido e premiado, para tocar A Casa do Porco, restaurante e empório, especializado em porco e embutidos produzidos na casa.

Depois de sua saída, o cardápio sofreu alterações importantes e, ainda que alguns pratos clássicos tenham se mantido, muitos deles deram lugar a outros, com inspirações muito diferentes e um tom muito menos autoral. Continuar lendo

Conceição Discos & Comes: cozinha honesta, comida incrível, chef cativante

conceição discos 3

O lugar é pequeno, mas é como coração de mãe: sempre cabe mais um. Há pequenas mesas nos fundos, um vitrola abastecida por vinis que estão à venda, objetos de cozinha vintage e, o mais legal, um balcão de onde é possível observar a mãezona cozinhar com alegria para os comensais. Talitha Barros, proprietária e chef do Conceição Discos & Comes, abriu o estabelecimentos há pouco mais de um ano, e o lugar conquistou freguesia fiel e que chega ao restaurante como quem chega na casa da mãe: trazendo o cachorro, conversando com os funcionários, trocando o disco e se deliciando com os cheiros que o pequeno fogão de Talitha produzem.  Continuar lendo

Em busca do hambúrguer perfeito #4: Fresto

fresto 1

Tem dia que o conforto do lar é tão convidativo que nem o desejo mais avassalador de comer bem faz a gente colocar os pés para fora. E mesmo sabendo que comida para viagem, talvez com exceção de pizza, não presta muito, decidimos testar os hambúrgueres do Fresto, aproveitando que já era um lugar que queríamos conhecer e estava disponível para o nosso endereço, num desses aplicativos de delivery. Hambúrgueres em casa, ao custo de meia dúzia de digitadas na tela do celular, é arriscado mas é tentador.  Continuar lendo